SOCIAL

 
 
 
 
 
 
Disponibilizamos nesta seção a legislação pertinente as atividades do Indea:



Últimas adicionadas

  • Manual GTA Suideos 10.0
  • Dispõe sobre o armazenamento de produtos agrotóxicos e afins no Estado de Mato Grosso.
Quinta, 13 de novembro de 2014, 17h59 | Tamanho do texto: A- A+

Pragas Quarentenárias


INDEA-MT

PINTA PRETA

A Pinta Preta ou murcha preta dos citros é uma doença causada pelo fungo Guignardia citricarpa, que afeta todas as variedades de laranjas doces, limões verdadeiros, tangerinas e híbridos e é disseminada por meio de mudas, restos de material vegetal, água da chuva e vento. O principal sintoma são lesões nos frutos, que causam a sua depreciação no mercado.

As lesões causam a desvalorização do fruto para o mercado.

Em ataques severos a doença causa queda acentuadas dos frutos.

Os sintomas se manifestam em frutos, ramos e folhas, o seu aparecimento é favorecido pela luminosidade, combinada com altas temperaturas.

Medidas de Prevenção:

Mudas Sadias.
Nutrição das Plantas e Sanidade.
Quebra Vento.
Controle de Trânsito.

Manejo da Doença:

Controle do Mato.
Irrigação.
Controle Quimico.

CLOROSE VARIEGADA DO CITRUS.

A Clorose Variegada dos Citrus, conhecida como amarelinho, é causada pela bactéria Xylella fastidiosa, que, depois de instalada na planta, se multiplica e obstrui os vasos do xilema, responsáveis por levar água e nutrientes das raízes para a planta.
A obstrução do xilema causa sintomas típicos, entre eles, diminuição do tamanho dos frutos, tornando-o inviável para o consumo.
A CVC, foi identificada no Brasil em 1987, no norte de São Paulo. Hoje atingi todas as variedades de citros comerciais.
A Xylella fastidiosa é transmitida por 11 (onze) espécies de cigarrinhas. Por sucção, elas se alimentam da seiva que passa no xilema das plantas. Se a arvore estiver doente, a cigarrinha adquire a bactéria e a transmite às arvores sadias.

Em 1997, chegou-se ao sequenciamento genético da Xylella fastidiosa. Foi o primeiro fitopatógeno (organismo causador de doença em plantas) realizado no mundo. O trabalho se tornou o maior projeto cientifico do pais e foi financiado pela Fundo de Amparo a Pesquisa no Estado de São Paulo (Fapespe) e Fundecitrus. Com ele, espera-se conseguir formas mais eficientes de combater e prevenir a doença.

Manejo da Doença.

Mudas Sadias.
Controle de Cigarrinhas Vetores.
Poda ou Eliminação de Planta Doente.

CANCRO CÍTRICO.

A bactéria causadora do cancro cítrico Xanthomonas axonopodis pv. Citri foi introduzida no Brasil a mais de 46 anos, na região de Presidente Prudente – SP.
Algumas das conseqüências da doença são queda de folhas e frutos e diminuição de produção.
O cancro cítrico ataca todas as variedades de citrus, mas algumas delas são mais resistentes a doença. As lesões podem ter variações nas suas características, podendo ser confundidas com outras doenças e pragas. Por isso sempre que há suspeita de contaminação em um pomar recolhido amostra e levado para análise em laboratório credenciado.


Medida de Controle.
Erradicação de Focos.

Mais sobre este assunto:

Preencha o formulário abaixo para receber nossos boletins: