Pular para o conteúdo

BOLETIM TÉCNICO INDEA - LTM

 

NOME DO PERIÓDICO:

BOLETIM TÉCNICO INDEA – LTM

ENDEREÇO:

Avenida Missionário Gunnar Vingren, SN – LTM, Residencial São Carlos, Cuiabá/MT – CEP - 78.051-015, Telefone – 65 3653 1630, e-mail – ltm@indea.mt.gov.br

CARÁTER:

Divulgação técnico-científico.

PERIODICIDADE:

Quadrimestral.

APRESENTAÇÃO:

O periódico Boletim Técnico INDEA - LTM é uma ação da Coordenadoria de Defesa e Tecnologia Florestal do Instituto de Defesa Agropecuária do Estado de Mato Grosso (INDEA/MT) em cumprimento a sua missão institucional como forma de oferecer a cadeia produtiva da madeira conhecimento técnico-científico de caráter especializado na área de tecnologia de produtos florestais, considerando a madeira como um recurso que se extraído das árvores das florestas nativas é uma concessão do Estado, por ser um bem comum da sociedade. Assim, em conformidade com as legislações vigentes e conforme o contrato de comércio dos produtos e dos subprodutos, as madeiras devem ser exploradas de forma racional, para o retorno econômico do arranjo produtivo, e para a garantia da entrega de produtos de qualidade.

CORPO EDITORIAL:

Editor chefe:
Francis Lívio Corrêa Queiroz, Doutor em Ciências Florestais, Instituto de Defesa Agropecuária do Estado de Mato Grosso.

Editor assistente:
Marcos Leandro Garcia, Professor Doutor na Universidade do Estado de Mato Grosso.

Editores Externos:
- Cláudio Henrique Soares Del Menezzi, Professor Doutor na Universidade de Brasília.
- João Vicente de Figueiredo Latorraca, Professor Doutor na Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.
- Ronaldo Drescher, Professor Doutor na Universidade Federal de Mato Grosso.
- Rubens Marques Rondon Neto, Professor Doutor na Universidade do Estado de Mato Grosso.

DIRETRIZES PARA PUBLICAÇÃO:

Os fascículos a serem publicados no Boletim Técnico INDEA - LTM são referentes às temáticas de Ciências Florestais da área de Tecnologia de Produtos Florestais. O objetivo desta publicação é prover subsídios técnicos-científicos como forma de conferir ao corpo técnico da área de defesa florestal do Instituto de Defesa Agropecuária do Estado de Mato Grosso e à comunidade produtora de madeiras para o uso técnico racional dos recursos florestais.

O Boletim Técnico INDEA – LTM tem por premissas a busca da excelência de padrões técnicos e éticos nas publicações dos fascículos. E para tanto buscará junto às instituições que trabalham com a anatomia da madeira subsídios intelectual e material a excelência técnica dos artigos publicados.

AUTORIA
Para aderir uma visão ampla e precisa dos conceitos e técnicas a serem apresentados os boletins técnicos serão publicados por autores servidores do Instituto de Defesa Agropecuária do Estado de Mato Grosso, em exercício e ou aposentados. O INDEA/MT também buscará principalmente no meio acadêmico a colaboração autoral de eminências da área de tecnologia de produtos florestais como forma de persistir em resultados consistentes.

Aos autores não cabe o retorno financeiro aos serviços e contribuições intelectuais para a publicação dos fascículos.

É permitida a publicação parcial ou total dos fascículos, com o devido crédito à fonte.

AVALIAÇÃO POR PARES
O Boletim Técnico INDEA – LTM seleciona na comunidade científica avaliadores independentes e qualificados a uma inspeção imparcial, buscando a excelência ao material apresentado a sociedade.

Todos os fascículos são corrigidos por uma equipe técnica do quadro de servidores do INDEA-MT, serão avaliados preliminarmente pelo editor chefe, e então serão submetidos aos editores Externos para análises de pertinência a qualidade técnica visando chegar em um texto considerado pronto para publicação, com a anuência do editor chefe.

FORMA E PREPARAÇÃO DE MANUSCRITOS

Divulgação Científica:  O LTM é o editor do periódico com caráter de divulgação técnico-científico intitulado de boletim técnico INDEA – LTM, que é concebido para compartilhar informações, pesquisas e conceitos científicos junto à comunidade da cadeia produtiva da madeira, constituído por um público diverso, que inclui membros qualificados na identificação de madeiras e assim como por um público com pouco e ou nenhum conhecimento técnico na identificação anatômica. Assim, os textos apresentados são estruturados com objetivo de garantir a compreensão de seu público alvo, utilizando-se de técnicas e comparações e explicações dos contextos e materiais apresentados para contribuir com o conhecimento técnico da comunidade envolvida.

Língua: O texto técnico deve ser redigido em português (BR), considerando o uso de termos de outras línguas, inclusive o latim (científico), respeitando as normas e regras de uso do Decreto 6583 de 29/09/2008, que promulga o acordo ortográfico de 16/12/1990.

Requisitos de formatação: Os manuscritos devem ser editados em Microsoft Office Word com fonte Calibri (Corpo), tamanho 12 e com espaçamento simples. As margens devem ter: 2,5 cm na superior; 2,0 cm na inferior; 3,0 cm na esquerda; e 3,0 cm na direita. Todas as páginas serão numeradas no rodapé – lado direito. No rodapé também constarão dados nome, número, volume, e data de elaboração do fascículo, bem como o endereço do LTM.

Cabeçalho: No cabeçalho constarão as seguintes informações: nome do periódico; número do fascículo; ano de publicação; mês de publicação; volume da publicação; número código ISSN do periódico; e as qualificações das áreas e processos envolvidos na temática do periódico.

Título: deve conter no máximo 20 palavras.

Os nomes dos autores: aos autores serão creditados os seus nomes e as suas qualificações e afiliação.

Palavras-chave: O texto deve conter entre três a cinco palavras-chave. Evitando-se o uso de palavras que já estejam presentes no título do artigo.

Estrutura de texto técnico:  A parte terá as seguintes seções:  Introdução; Objetivo (os); Material e Métodos (os textos de estado da arte - revisões sistemáticas - poderão ter a sua metodologia adaptada para se adequar ao contexto apresentado); Resultados e ou discussões; Conclusões; Considerações, se for o caso; Agradecimentos; e Referências.

O texto técnico ainda poderá conter os seguintes elementos: figuras, tabelas, equações e unidades de medidas.

Unidades de medida: As unidades de medidas devem ser apresentadas de acordo com o Sistema Internacional de Unidades (SI).

Figuras: As figuras (fotos, gravuras ou ilustrações) digitais deverão ser no formato JPEG ou TIFF, com dimensões e escalas compatíveis ao conteúdo em publicação, com no máximo 10 (dez) centímetros de altura e largura. Devem ser inseridas em posição centralizada. Com título posicionado logo abaixo da figura, em posição centralizada. As figuras devem ser citadas no texto em posição próxima e anterior a sua inserção.

Tabelas: Devem ser inseridas em alinhamento centralizado, com o texto em alinhamento vertical também centralizado, e com as bordas com ½ de largura. O título deve ser posicionado logo acima da tabela. As tabelas devem ser citadas no texto e inseridas em posição próxima do local de sua inserção.

Equações: As equações devem estar em formato editável e de preferência construídas a partir da ferramenta “inserir uma equação” do Word. As equações devem ser numeradas e citadas no texto em posição anterior e próxima a sua inserção.

Considerações: Para os textos, tabelas, figuras e equações apresentadas e que tiverem origem em acervos de outros autores e em outros trabalhos, e ou se o material tiver origem em acervo de outras instituições, os autores e instituições detentoras das equações, figuras, tabelas e ou textos serão ser creditados em citação com a fonte e o ano de sua publicação. Todo texto e ou material sem a devida citação será considerado como de propriedade dos autores.

Citações:

- Com um autor: Queiroz (1969) ou (Oliveira, 1966);

- Com dois autores: Queiroz & Oliveira (2014) ou (Queiroz & Oliveira, 2014);

- Com mais de dois autores: Corrêa et al. (1933) ou (Corrêa et al., 1933).

Referências

Todos os textos de outros autores citados nos fascículos devem constar nas referências bibliográficas, assim como, Todas as referências bibliográficas devem constar citadas no texto dos fascículos.  As referências serão apresentadas por sequência de ordem alfabética.

As referências com até 2 autores serão pelos nomes dos dois autores, separados por vírgula (Oliveira M, Queiroz FLC). As referências com 3 autores ou mais serão pelo nome do primeiro autor mais et al. (Queiroz, ARM et al. ...)

Os exemplos de referências são:

Arquivos on-line ou obtidos na web

Queiroz, FLC et al. Intemperismo artificial em lâminas de Tectona grandis tratadas com produtos de acabamento. 2018 [acesso em junho de 2021 28]. Disponível em: https://www.scielo.br/j/floram/a/4khMBf4mhDDbS6CPKL4zXbT/?lang=pt

Artigos publicados em revistas científicas

Cury G, Tomazello Filho M. Descrição anatômica de espécies de madeira utilizada na construção civil. Floresta e Ambiente 2011; 18 (3): 227-236.

 

Capítulo de livro

Costa CG, et al. Xilema. In: Carmello-Guerreiro, SM, Appezzato-da-Glória B, Editoras. Anatomia Vegetal. Viçosa: Editora da UFV; 2006.

Dissertação, tese e trabalho de conclusão de curso

Queiroz, FLC. Qualidade da madeira de Tectona grandis L. f. de diferentes procedências para utilização na indústria de produtos florestais. [tese]. Brasília: Faculdade de Tecnologia, Departamento de Engenharia Florestal, Universidade de Brasília; 2018. 171p. [acesso em junho de 2021 28]. Disponível em: https://repositorio.unb.br/handle/10482/32728

Livros e panfletos

Zaque LAM, Melo RR. Caracterização Macroscópica de Madeiras da Amazônia. 1ª ed. Pará de Minas: VirtualBooks; 2018.

Normas Técnicas

American Society for Testing and Materials – ASTM. ASTM G 154: Standard practice for operating fluorescent light apparatus for UV exposure of nonmetallic materials. Philadelphia; 2006.

Referências legislativas

Presidência da República. Decreto n. º 6583, de 29 de setembro de 2008. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, Brasília (30 de setembro de 2008); [acesso em junho de 2021 28]. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2007-2010/2008/Decreto/D6583.htm

 

ANEXOS

BOLETIM TÉCNICO INDEA - LTM - N. 001 - 03-2020 - A IMPORTÂNCIA DA NOMENCLATURA BOTÂNICA NA IDENTIFICAÇÃO DE MADEIRAS

BOLETIM TÉCNICO INDEA - LTM - N. 002 - 07-2020 - ANATOMIA DA MADEIRA DE LINDACKERIA SP E DE PITHECELLOBIUM SP

BOLETIM TÉCNICO INDEA - LTM - N. 003 - 11-2020 - ANATOMIA DA MADEIRA DE DOZE ESPÉCIES ARBÓREAS E NATIVAS EM MT

BOLETIM TÉCNICO INDEA - LTM - N. 004 - 03-2021 - ANATOMIA E IDENTIFICAÇÃO DAS MADEIRAS DE SEIS BIGNONEACEAS – TABEBUIAS E HANDROANTHUS

BOLETIM TÉCNICO INDEA - LTM - N. 005 - 07-2021 - ANATOMIA DA MADEIRA - TÉCNICA DE MACROSCOPIA