Pular para o conteúdo
Voltar

Gafanhotos na Baixada Cuiabana não são oriundos da nuvem que atacou Argentina

Insetos detectados em Cuiabá são de uma espécie brasileira e típica do estado, a espécie Tropidacris collaris,
Assessoria | Indea MT

Indea oferece cursos para médicos veterinários - Foto por: Indea MT
Indea oferece cursos para médicos veterinários
A | A

Na última sexta-feira (28.08) foi noticiada a ocorrência de nuvem de gafanhotos atacando árvores, hortas e plantações no entorno de Cuiabá. Apesar da população ter questionado se estes insetos são oriundos da mesma nuvem de gafanhotos que tem atacado a Argentina, o INDEA-MT comunica que não se trata da mesma espécie, e que os insetos detectados em Cuiabá são de uma espécie brasileira e típica do estado, a espécie Tropidacris collaris, descartando a relação com a espécie que causou grande devastação na Argentina, a Schistocerca cancellata.

Estes gafanhotos nativos têm menor hábito migratório, mas as revoadas em forma de nuvens podem ocorrer, normalmente decorrente de um desequilíbrio ambiental, desencadeado por alterações climáticas como as queimadas, por exemplo, que acarretam a redução da disponibilidade de alimentos, causando essa movimentação dos insetos para sua sobrevivência.

Estes insetos poderiam ser controlados com o uso de inseticida, prescrito por profissional habilitado, porém por se tratar de ocorrências em áreas urbanas o uso não é recomendado, devido ao risco de intoxicação da população.

Apesar de não se tratar da mesma espécie argentina, o INDEA-MT está em monitoramento, e caso seja verificada a manutenção ou aumento da população dos gafanhotos orientamos que os casos devem ser relatados por meio dos nossos canais de comunicação (unidades locais, e-mails, telefones e site).





Editorias